Siga-me

UMA DELICIOSA (E QUENTE!) DEGUSTAÇÃO DE UMA NOITE APENAS



By  Bya Campista     22:46    Marcadores:,,,,,,,,, 
Olá queridos Leitores! 
Que tal uma deliciosa (e quente!) degustação de Uma noite Apenas
ATENÇÃO: Conteúdo Adulto.

Uma noite Apenas. Capa oficial


"(...) Evan me sentou, abriu minhas pernas e sem pudor nenhum, seu dedo me invadiu. 
Arfei. 
Ele mordeu meu lábio após contorná-lo com a língua e sua outra mão apertou a parte interna de minha coxa com força. Com um movimento rápido, Evan rasgou minha calcinha com as duas mãos, levantando-a como se fosse um troféu. 
- Minha. – rosnou colocando-a no bolso de sua calça. 
Chegando o meu corpo para frente, abaixou-se, olhos luxuriosos em minha direção. 
- É impressionante o que o cheiro da sua boceta faz comigo.
Abri minha boca, completamente excitada, no momento em que a sua me invadiu, me consumindo como se o mundo fosse acabar. Cristo! Evan ficou em mim por um longo tempo e eu gozei loucamente em sua boca.
Ele me beijava alucinadamente mais uma vez quando a música ficou muito alta de repente, invadindo o ambiente. Por segundos, trocamos um olhar cúmplice e ele me pegou em seu colo, entrando na primeira cabine que viu. 
Estávamos ali, eu encostada na parede e Evan na minha frente, sua ereção me torturando e o meu gosto em seus lábios. O lugar encheu e vozes ecoaram pelo ambiente. Eu sabia que algumas mulheres entravam nas cabines, outras retocavam maquiagens e ainda havia aquelas que estavam ali apenas para fofocar. 
Nossas respirações estavam aceleradas. Ali era o banheiro feminino e Evan estava ali, com a minha calcinha em seu bolso, de pau duro, com minha excitação em sua boca.
- Shhh... – disse sem produzir nenhum som, levantando o seu indicador aos seus lábios e a outra mão ao bolso, tirando o envelope do preservativo. 
Sorri. Eu seria fodida dentro de um banheiro feminino lotado, por Evan King, o rei da selva. Rapidamente abri sua braguilha enquanto ele rasgava o envelope com os dentes, cuspindo de forma sexy o pedaço de papel. 
Sua ereção era impressionante e ele rolou por seu comprimento. 
- Mas é claro que você vai dar pra ele! – Gritou uma louca dentro do banheiro para outra e Evan mordeu o lábio, seu olhar cravado nos meus. Era impressionante a nossa conexão naquele momento. 
- Shh... – disse, mais uma vez sem produzir nenhum som, antes de me penetrar rudemente, levando sua mão à minha boca, abafando o meu gemido. 
Evan investia pesado. Uma, duas, três... dez vezes!
- E se abrirem a cabine, Angelina? – Sussurrou em meu ouvido. 
Puta merda!
Suas mãos apertaram a minha bunda enquanto eu cravava minhas unhas em suas costas por debaixo da camisa. Evan mordia o lábio, tentando abafar seus gemidos. Estávamos enlouquecidos ali. Uma de suas mãos continuou na minha bunda enquanto a outra apertou o meu pescoço. 
- Não-faça-barulho-Angelina. – seus lábios se movimentaram mais uma vez sem som. – Shh... 
- O que você faria se essa boate inteira nos visse aqui, Angelina? – Sua voz em meu ouvido e eu juro que iria enlouquecer. - O que você faria se todos pudessem nos ver agora? 
Cacete! A voz de Evan no meu ouvido, o falatório das mulheres do lado de fora da cabine e o som abafado da música ao fundo. Eu podia sentir sua respiração no meu pescoço e a ponta da sua língua que torturava a minha pele. 
Evan beijou minha boca e foi o suficiente para mim. Explodi e foi um orgasmo tão intenso, tão forte. Pensar em todas aquelas pessoas ali, no homem que nos vira mais cedo e sentir Evan dentro de mim. Sua voz em meu ouvido sussurrando o meu nome, enquanto sua mão apertava a minha nuca e ele se perdia dentro de mim. 
Ficamos um tempo abraçados, respirações e corações acelerados, tentando nos recuperar. Em algum momento ele se afastou, acariciando o meu rosto e beijando minha testa, antes de tirar o preservativo e descartá-lo na lixeira. Em seguida, pegou um papel higiênico e me limpou cuidadosamente, sem tirar seus olhos dos meus e, depois com outro, limpou a si mesmo. Abaixei o meu vestido enquanto ele fechava sua calça. 
- Como sairemos daqui? – Perguntou em meu ouvido. 
Era inacreditável, mas eu ainda estava excitada. Levantei minha sobrancelha. Evan King era terrível, mas eu também não ficava atrás. 
- Pela porta, doutor King. 
Evan arregalou os olhos, mas, antes que pudesse dizer qualquer coisa, abri a porta da cabine e o puxei pela mão. Todas as mulheres congelaram ao nos ver passar e enquanto andávamos em direção à saída, uma delas sorriu em aprovação. Dei uma piscadinha em sua direção e saímos do banheiro rumo à saída. Estávamos em Nova York e ninguém liga se alguém trepa no banheiro feminino de uma boate." 

Uma noite Apenas 
#UNA 
Lançamento 31/10.
PRÉ-VENDA disponível!
Pré-venda #UNA


Sobre Bya Campista

Blog da Escritora Bya Campista. Autora dos livros Pele e Uma noite Apenas, publicados pela Editora Tribo das Letras; Alma e Armadilhas do Amor, ambos em fase de produção.

Nenhum comentário:

Postar um comentário